Nova etapa do Programa Cheque Minha Casa vai contemplar 2 mil famílias da Grande Ilha

José Ribamar e família fazem parte dos beneficiários da primeira etapa do programa (Foto: Divulgação)

Como parte do Plano Emergencial de Empregos Celso Furtado, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid) inicia a nova etapa do programa Cheque Minha Casa. Nesta etapa, serão destinados 2 mil cheques, cada um no valor de R$ 5 mil, para melhorias e reformas habitacionais das famílias residentes nos municípios da Grande Ilha de São Luís. A convocação dos contemplados iniciará na segunda-feira (24), por meio de contato telefônico. 

As pessoas convocadas serão aquelas cadastradas no chamamento público de 2019. O programa, destinado às famílias de baixa renda, visa a redução do déficit habitacional qualitativo, dinamização da economia, geração de trabalho e renda às famílias carentes. Com foco nas instalações sanitárias, a iniciativa tem prioridades para idosos e pessoas com necessidades especiais.

O secretário de Estado de Cidades e Desenvolvimento Urbano, Raimundo Reis, ressalta que o Programa Cheque Minha Casa movimenta a economia, aquece o comércio local e gera trabalho e renda. “O programa transforma vidas e já injetou na economia maranhense cerca de R$ 20 milhões; agora, vai contemplar mais de 2 mil famílias, residentes nas cidades de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa”.

Alonso Ferreira, de 62 anos, beneficiário do Cheque Minha Casa (Foto: Handson Chagas)

O Cheque Minha Casa é um programa social baseado em compensação tributária, portanto o beneficiário não paga nada. Os cadastros dos estabelecimentos de materiais de construção e acabamento são feitos no site da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz).

Pacote de ações

O Plano Emergencial de Empregos Celso Furtado, lançado na quinta feira (20) pelo governador Flávio Dino, injetará recursos no valor de R$ 558 milhões para aquecer a economia, gerando emprego e renda aos maranhenses entre os meses de agosto e dezembro de 2020. 

“O Plano Emergencial Celso Furtado é vinculado a uma luta nacional para que o Governo Federal cumpra o papel, que é seu, de gestor da política econômica. Representa um esforço de várias fontes de recursos para que nós possamos cumprir o objetivo de zerar o efeito recessivo da pandemia do coronavírus. A nossa meta é gerar mais de 62 mil empregos, entre agosto e dezembro, deste ano; número de admissões formais semelhante ao alcançado nesse mesmo período, no ano anterior”, assegurou o governador Flávio Dino.

Contato

Endereço: Av. Getúlio Vargas, 1908
Monte Castelo,São Luís - MA, CEP: 65030-005
Fone:(98) 3133-1400